Furacão Matthew provoca deslocamento de mais de 8.500 na República Dominicana

Santo Domingo, 3 out (EFE).- Mais de 8.500 pessoas tiveram de sair de casa na República Dominicana por conta do furacão Matthew, que mantém 15 das 32 províncias do país em alerta vermelho (máxima), informaram nesta segunda-feira os organismos de emergência.

Do total de afetados, 8.180 foram para as casas de amigos ou parentes, enquanto 366 estão em albergues oficiais, anunciou o Centro de Operações de Emergências (COE).

O furacão Matthew, de categoria 4, está a 450 quilômetros ao sudoeste de Cabo Beata, província Pedernales (sudoeste da República Dominicana), e cerca de 460 quilômetros ao sudoeste de Porto Príncipe, Haiti, segundo o Escritório Nacional de Meteorologia (Onamet). Ele se desloca lentamente rumo ao norte a cerca de 9 km/h, com ventos máximos de 215 km/h, de acordo com um boletim da Onamet das 6h (horário local, 9h em Brasília).

As autoridades dominicanas cifram em 500 mil o número de pessoas que devem se deslocar nas províncias mais vulneráveis, produto dos efeitos do ciclone.

Devido as possíveis inundações repentinas em zonas urbanas e rurais, cheias de rios e deslizamentos de terra, o COE estabeleceu o alerta vermelho em 15 províncias, alerta amarelo em outras nove e alerta verde em sete.

As aulas ficarão suspensas até quarta-feira nas 24 províncias que têm alertas vermelho e amarelo, mas nas sete restantes continuarão normalmente.

O COE lembrou que todas as embarcações devem permanecer atracadas devido aos fortes ventos e ondas e proibiu o uso das praias para recreação e prática de esportes em todo o litoral do país, assim como todas as atividades em montanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos