ONU acredita que líderes da Colômbia não desistirão após triunfo do "não"

Genebra, 3 out (EFE).- O alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Filippo Grandi, disse nesta segunda-feira que acredita que os líderes da Colômbia não desistirão após o triunfo do "não" no referendo sobre o acordo de paz entre o governo e as Farc.

"Apesar do retrocesso de ontem, as negociações de paz na Colômbia levaram o país muito mais perto do fim de um dos conflitos mundiais mais antigos", opinou Grandi.

O alto comissário se referiu à situação na Colômbia em seu discurso de inauguração do Comitê Executivo do Acnur, um organização humanitária que durante décadas trabalhou intensamente neste país na questão dos deslocados e refugiados que gerou a violência armada.

Grandi considerou que o processo de paz também aproximou a Colômbia de soluções para cerca de 7,5 milhões de pessoas que foram forçadas ao exílio interno ou externo.

A representação do Acnur na Colômbia manifestou recentemente seu apoio aos termos do acordo de paz, que considerou "um dos mais amplos e integrais que foram criados no mundo" e destacou que em sua elaboração participaram ativamente as vítimas do conflito.

Em um resultado que surpreendeu a maioria de observadores, a opção do "não" venceu o "sim" com 50,21% dos 12,8 milhões de votos válidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos