PP mantém sua oferta de acordo aos socialistas na Espanha para formar governo

Madri, 3 out (EFE).- A vice-presidente do governo da Espanha, Soraya Sáenz de Santamaría, reiterou nesta segunda-feira aos socialistas do PSOE a oferta de acordo de seu partido, o conservador PP, para formar um novo Executivo e evitar que a Espanha repita novas eleições.

Sáenz de Santamaría apelou hoje à prudência diante do momento "incerto" que vive a Espanha, à espera das decisões que serão adotadas pelo PSOE, o principal partido da oposição, após a renúncia do líder dessa legenda, Pedro Sánchez, neste fim de semana.

A crise dos socialistas espanhóis abriu possibilidade para que o partido mude sua posição e permita a formação de um novo Executivo com a abstenção após a saída de Sánchez, que não era partidário de facilitar um governo conservador.

O PP foi o ganhador das últimas eleições, mas necessita do apoio de outras formações para governar, e propuseram em várias ocasiões aos socialistas que facilitam a posse do presidente de governo espanhol, Mariano Rajoy, antes que se cumpra o prazo para repetir novas eleições.

"Nossa oferta está aí, é a mesma que fizemos sempre e estaremos muito atentos ao que possa surgir nos próximos dias", disse Sáenz de Santamaría.

A proposta do PP é de "moderação" e de "estabilidade" na linha da colocada após as primeiras eleições de dezembro de 2015, quando começou o bloqueio político na Espanha, ressaltou a vice-presidente de governo.

Após a crise sofrida pelos socialistas na última semana, o partido ficou nas mãos de uma gerente que deverá convocar uma reunião do Comitê Federal Socialista, no qual se decidirá a posição do partido perante a formação de governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos