Rússia detém jornalista ucraniano e o acusa de espionagem

Moscou, 3 out (EFE).- O Serviço Federal de Segurança (FSB, antiga KGB) da Rússia confirmou nesta segunda-feira a detenção do jornalista ucraniano Roman Suschenko, identificado por Moscou como coronel da inteligência militar ucraniana e acusado de espionar para Kiev.

"Durante uma operação contra a espionagem, o FSB deteve em Moscou o coronel Roman Suschenko, oficial da direção geral de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia", informaram hoje os serviços de segurança russos.

A informação sobre a detenção na sexta-feira passada de Suschenko, correspondente da agência de informação ucraniana "Ikrinform", se soube graças a uma ONG russa, que de maneira casual viu o detido na prisão de Lefortovo, em Moscou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos