Furacão Matthew toca terra no sudeste de Cuba com ventos de 240 km/h

Havana, 4 out (EFE).- O furacão Matthew, de categoria 4 e o mais forte registrado no Caribe nos últimos nove anos, entrou nesta terça-feira em Cuba por Punta Caleta, no sudeste do país, na província de Guantánamo, com ventos constantes de até 240 km/h e fortes chuvas, informou o Insmet, instituto meteorológico estatal.

No leste de Cuba, nas províncias de Camagüey, Granma, Las Tunas, Santiago, Holguín e Guantánamo, chegou a 899 mil o número de pessoas retiradas de suas casas e realocados em albergues, centros de amparo ou casas de familiares.

Nas últimas horas anteriores à entrada do furacão na ilha já tinham sido relatadas intensas chuvas e fortes rajadas de vento nas cidades litorâneas de Guantánamo, Maisí, Imías, San Antonio del Sur e Baracoa, que estão sofrendo com ressacas e inundações, segundo o Insmet.

Matthew, cujo olho tem neste momento um diâmetro de 28 quilômetros, permanecerá em Cuba por cerca de três horas, com trajetória norte e velocidade de deslocamento de 15 km/h, tempo no qual provocará chuvas e acúmulo de 200 a 300 milímetros, que poderão ser superiores nas regiões mais montanhosas.

Está previsto que Matthew deixe Cuba por volta das 21h (hora local; 22h de Brasília) próximo à Bahia de Mata, a leste da cidade de Baracoa.

Nas cidades onde Matthew será mais forte, as autoridades cortaram o fornecimento de energia e a conexão à internet como medida de precaução devido à passagem deste poderoso furacão, que tocou terra de manhã no Haiti, onde deixou três mortos, e ao passar pela vizinha República Dominicana causou outras quatro mortes.

A estrada que liga Guantánamo a Baracoa, as duas principais cidades da província, ficou inundada e intransitável, o que deixa o município de Imías completamente isolado.

Como medida de prevenção, também foram evacuados 4.000 turistas, a maioria deles na província de Holguín. Eles foram transferidos para hotéis da província de Villa Clara.

A Marinha dos Estados Unidos também retirou, no último fim de semana, 700 pessoas da base naval de Guantánamo, em sua maioria esposas e filhos de militares, mas não está prevista uma transferência dos 61 detidos que estão na penitenciária local.

O furacão Matthew tem um raio de ação de 800 quilômetros, por isso a Defesa Civil de Cuba ampliou a fase de alerta de ciclone à costa norte das províncias centrais de Ciego de Ávila, Sancti Spirítus e Villa Clara.

Além das evacuações nas províncias mais afetadas pela passagem de Matthew, foram confinadas milhares de cabeças de gado e desmontadas estruturas altas que poderiam ser derrubadas pelos fortes ventos, árvores foram podadas, e sistemas de água e esgoto passaram por manutenção.

Voos e o transporte de passageiros por terra na capital Havana e em outras partes do leste do país foram suspensos até que o furacão passe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos