Rússia desdobra mísseis S-300 para defender sua base naval de Tartus

Moscou, 4 out (EFE).- A Rússia desdobrou nesta terça-feira uma bateria de mísseis antiaéreos S-300 na Síria para defender sua base naval no porto de Tartus (Mar Mediterrâneo), anunciou o Ministério da Defesa russo.

"Este sistema está destinado a garantir a segurança da base naval de Tartus e dos navios usados na zona litorânea", disse Igor Konashenkov, porta-voz militar.

O general russo, que fez este anúncio após os EUA suspenderem ontem a cooperação com a Rússia para a busca de uma regulação ao conflito sírio, ressaltou que "os S-300 são um sistema exclusivamente defensivo e não representam uma ameaça para ninguém".

Konashenkov expressou surpresa pela repercussão do desdobramento dos S-300 na imprensa americana, que afirmou que esses mísseis podem interceptar qualquer ataque americano contra a Síria.

A imprensa ocidental lembrou que nem o Estado Islâmico (EI) e nem a Frente al Nusra (Frente da Conquista do Levante) dispõem de aviões que exijam o local desses sistemas antiaéreos.

O Exército russo já desdobrou em novembro mísseis antiaéreos S-400 no país árabe para proteger seus aviões na base aérea de Latakia.

Recentemente, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, anunciou que o único porta-aviões da Armada russa, o "Almirante Kuznetsov", será destinado em breve ao Mediterrâneo Oriental, área limítrofe com a Turquia e Síria.

Os EUA acusaram a Rússia e o regime de Bashar al Assad de bombardear indiscriminadamente a segunda cidade síria, Aleppo, e atacar alvos civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos