Bombardeio da AMISOM na Somália mata seis civis, entre eles quatro crianças

Mogadíscio, 5 out (EFE).- Pelo menos seis civis, entre eles quatro crianças, morreram em um bombardeio da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) cujo objetivo era atacar posições do grupo jihadista somali Al Shabab, informaram nesta quarta-feira à Agência Efe fontes militares.

O ataque aconteceu ontem à noite na cidade de Janale, a 90 quilômetros de Mogadíscio, e "infelizmente" derrubou uma casa onde residiam civis, explicou à Agência Efe um comandante regional que preferiu manter o anonimato.

Entre os mortos estão quatro crianças e sua mãe, precisou esta fonte, que garantiu que a missão da União Africana já abriu uma investigação para esclarecer o ocorrido.

Por enquanto, a AMISOM não se pronunciou sobre estes fatos.

Esta missão de manutenção da paz operada pela União Africana com a aprovação das Nações Unidas está desdobrada na Somália desde 2007.

Nos últimos meses, os jihadistas lançaram vários ataques contra bases militares da AMISOM em território somali e mataram centenas de soldados do Quênia, Burundi, Uganda e Etiópia.

Também perpetraram vários ataques contra hotéis e restaurantes da capital, o último deles no sábado passado quando mataram três pessoas em um atentado com carro-bomba contra um restaurante.

A milícia islamita Al Shabab anunciou em 2012 sua adesão formal à Al Qaeda e sua luta por instaurar um Estado islâmico de corte wahhabista na Somália, onde controla grandes extensões de território no sul e o centro do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos