Governador da Flórida pede que população se prepare para o pior por Matthew

Em Miami

  • Molly Bartels/The Stuart News/AP

    Dono de negócio em Vero Beach, na Flórida, protege sua loja diante da ameaça do furacão Matthew

    Dono de negócio em Vero Beach, na Flórida, protege sua loja diante da ameaça do furacão Matthew

O governador Rick Scott pediu nesta quarta-feira (5) aos moradores da Flórida que se preparam para o pior em relação ao furacão Matthew e advertiu que se o mesmo "impactar de maneira direta" no Estado, produzirá uma "destruição generalizada".

"É uma tempestade letal que se aproxima de nosso Estado", disse Scott em declarações feitas hoje para conscientizar os moradores sobre o perigo que representa Matthew, cujos efeitos começarão a ser sentidos na Flórida dentro de 24 horas.

Segundo o boletim das 11h local (12h, em Brasília) do Centro Nacional de Furacões (NHC), o furacão, que atualmente está na categoria 3 da escala de Saffir Simpson, mas chegou a ser de 5, chegará "muito perto da costa leste da Flórida na quinta-feira durante a tarde".

Ainda não está determinado se Matthew tocará terra na Flórida, mas está claro que seu olho vai passar próximo da costa leste do Estado em seu caminho rumo ao norte, após ter afetado o nordeste da Colômbia e o noroeste da Venezuela, Haiti, República Dominicana, Jamaica, Cuba e as Bahamas.

"Não devemos nos preocupar se ele seguirá a trajetória prevista. Devemos pensar no que vamos fazer caso ele toque terra", disse o governador, que desde segunda-feira, quando declarou toda Flórida em estado de emergência, vem insistindo na necessidade de estar preparados para um "impacto direto", mesmo que esse não ocorra.

"Se ele impactar diretamente, será devastador. Não posso deixar de enfatizar que todo mundo deve se preparar para um impacto direto. Preparem-se para isso", ressaltou.

O NHC prevê acúmulos de água desde 4 polegadas a um máximo de 10 em algumas zonas (de 10 a 25 centímetros) na costa leste da parte central da Flórida, e de 1 a 5 (de 2,5 a 12 centímetros) nos Cayos, a parte mais meridional do estado.

O nível do mar pode aumentar até 5 pés (1,52 metros) em zonas litorâneas do centro da Flórida.

O governador pediu aos residentes em zonas inundáveis ou muito expostas aos ventos e às marés que deixem os locais o mais rápido possível.

Já estão sendo feitas evacuações de residentes no condado de Brevard, o mais próximo do olho de Matthew segundo algumas projeções, assim como o de Santa Lúcia.

Em outras zonas do Estado, como em Tampa, que está situada no litoral oeste, estão sendo repartidos sacos de areia, da mesma forma que no condado de Orange, onde fica a cidade de Orlando, para criar defesas contra a água.

Nos condados da costa leste da Flórida as escolas fecharão na quinta-feira e sexta-feira devido a Matthew, da mesma forma que muitos escritórios e estabelecimentos.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos