Polícia italiana prende mafioso incluído entre os 100 mais procurados do mundo

Em Roma

  • Reprodução/ Polizia di Stato

    O chefe mafioso Antonio Pelle (centro), que está na lista dos 100 criminosos mais procurados do mundo, foi preso no sul da Itália

    O chefe mafioso Antonio Pelle (centro), que está na lista dos 100 criminosos mais procurados do mundo, foi preso no sul da Itália

A polícia italiana deteve nesta quarta-feira (5) o chefe mafioso Antonio Pelle, que está na lista dos 100 criminosos mais procurados do mundo.

Desaparecido desde 2011, Pelle estava escondido em um bunker subterrâneo que se conectava com sua casa por um acesso situado entre seu dormitório e o banheiro, no município de Bovalino, na província de Reggio Calabria, no sul da Itália, informou a imprensa local.

O chefe mafioso, de 54 anos, fugiu em 2011 de um hospital do município calabrês de Locros e era um dos criminosos mais procurados da Itália.

Conhecido como "vancheddu" ou "mamma", Pelle é considerado o chefe da máfia calabresa, a 'Ndragheta, no município de São Luca, na Calábria. Entre os crimes que lhe são atribuídos, está o chamado massacre de Duisburg que aconteceu em São Luca em 2007 e no qual morreram seis pessoas.

Pelle deve cumprir uma condenação de 20 anos de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos