Temer deve realizar visita ao Japão em outubro

Tóquio, 5 out (EFE).- O presidente Michel Temer viajará ao Japão de 18 a 20 de outubro, quando será recebido pelo imperador, e se reunirá com o primeiro-ministro, Shinzo Abe, e com empresários, confirmaram nesta quarta-feira à Agência Efe fontes diplomáticas.

A visita de Temer, a primeira em oito anos de um líder do Brasil ao país asiático, ocorre após dois cancelamentos de Dilma Rousseff, o mais recente em 2015, quando suspendeu suas visitas programadas ao Japão e Vietnã perante o agravamento da crise política e econômica do país.

O governo japonês não confirmou oficialmente a visita, mas o um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores afirmou à Agência Efe que "o Brasil é um parceiro importante para o Japão (...), que quer fortalecer as relações bilaterais, entre outras coisas, mediante a troca de visitas de alto nível".

Espera-se que Temer e Abe intensifiquem a cooperação de ambos países perante a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 através da experiência do Rio, assim como debater vias para impulsionar a cooperação econômica entre as duas potências.

Abe teria previsto transmitir a Temer a intenção de Tóquio de impulsionar as operações de negócio no Brasil e atrair investimento japonês para estimular a economia do país latino-americano, que abriga uma das maiores comunidades nikkei (descendentes de imigrantes japoneses), segundo revelaram fontes governamentais citadas pela agência "Kyodo".

Além disso, está previsto que durante sua estadia no Japão Temer seja recebido pelo imperador Akihito e mantenha um encontro com o ministro das Finanças Taro Aso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos