Alemão é condenado a quase 7 anos de prisão por pertencer ao EI

Berlim, 6 out (EFE).- A Audiência de Düsseldorf, no oeste da Alemanha, condenou nesta quinta-feira a seis anos e nove meses de prisão um jovem alemão de 23 anos, Kerim Marc B., acusado de pertencer à organização terrorista Estado Islâmico (EI).

O jovem, nascido na cidade de Dortmund, foi detido no aeroporto de Düsseldorf em março do ano passado, depois de após retornar presumivelmente da Síria.

O homem confessou ter jurado fidelidade ao líder do grupo terrorista, Abu Bakr al Bagdadi, mas rejeitou ter entrado em combate, como sustentava a Promotoria e como considerou provado o tribunal em sua sentença.

Durante o julgamento, o jovem, que se radicalizou em círculos salafistas alemães, afirmou que havia quebrado todos os laços com o grupo jihadista e com o Islamismo.

Segundo a investigação da Promotoria, Kerim viajou em março de 2013 para a Síria através da Turquia e em outubro daquele ano se uniu ao então denominado Estado Islâmico do Iraque e o Levante, que lhe formou no uso de armas de fogo.

O condenado, sob o nome de Abu Zulfikar, se uniu a uma unidade de combate formada em sua maior parte por milicianos bósnios e chegou a entrar em combate antes de retornar à Alemanha no início de 2014.

Em julho desse ano voltou à Síria e retornou à Alemanha em 2015, quando foi detido.

A Promotoria o descreveu como um jihadista convicto, que inclusive tentou recrutar novos membros quando estava em prisão preventiva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos