Ataque suicida deixa pelo menos 20 rebeldes mortos na Síria

Beirute, 6 out (EFE).- Pelo menos 20 rebeldes sírios morreram nesta quinta-feira e outros 20 ficaram feridos em um atentado suicida no cruzamento de Atme, na fronteira entre a Província de Idlib (Síria) e Turquia, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG disse que um homem-bomba detonou o colete com explosivos que levava preso a seu corpo no meio de um grupo de combatentes que estava fazendo a mudança de turno na fronteira.

Os milicianos pertencem as facções sírias respaldadas pela Turquia e que participam da operação de Ancara "Escudo de Eufrates" contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na vizinha província de Aleppo.

Opositores sírios divulgaram um vídeo no Twitter, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, onde se vê cerca de 20 corpos de combatentes deitados no chão momentos após o atentado.

Até o momento, nenhuma organização reivindicou o atentado.

Desde o último dia 21 de agosto, vários grupos rebeldes sírios, apoiados por tanques e aviões turcos, desenvolvem uma ofensiva no nordeste de Aleppo contra o EI.

Durante o dia de ontem, as facções avançaram e se situaram a dois quilômetros e meio da população de Ajtarín, controlada pelos jihadistas e no norte de Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos