Pai mata pediatra após morte de sua filha recém-nascida na China

Pequim, 6 out (EFE).- Um pediatra de um hospital da cidade de Laiwu, na Província de Shandong, na China, foi assassinado esfaqueado por um pai, após a morte de sua filha recém-nascida, informou nesta quinta-feira o jornal "South China Morning Post".

Li Bohua, um médico de 34 anos, que trabalhava no Hospital Laigang, em Laiwu, recebeu cerca de 15 facadas ao ser atacado nesta semana em seu consultório e faleceu apesar dos esforços de seus colegas cirurgiões que tentaram salvar sua vida.

O suspeito do assassinato, identificado como Chen Jianli, é o pai de uma menina que morreu nesse hospital pouco após seu nascimento, por causa de uma pneumonia que se agravou rapidamente.

O suposto assassino entrou no hospital com uma faca e um punhal escondidos em uma mochila.

Chen já está detido e aguarda o término da investigação sobre seu caso para ser julgado, disseram as autoridades locais.

A China tem sofrido com uma série de episódios violentos em seus hospitais nos últimos anos.

A média de ataques a médicos foi de 27,3 por hospital em 2012 - o último ano do que se dispõem dados -, em comparação aos 20,6 de 2008, segundo uma pesquisa da Associação de Hospitais da China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos