Parques de Orlando fecham devido à chegada do furacão Matthew

Em Orlando

  • Gregg Newton/AFP

    Apenas um táxi se dirige à área do Walt Disney World Resort , em Orlando, na Flórida, antes da chegada do furacão Matthew

    Apenas um táxi se dirige à área do Walt Disney World Resort , em Orlando, na Flórida, antes da chegada do furacão Matthew

Os populares parques temáticos de Orlando, na Flórida, anunciaram que fecharão as portas a partir desta tarde e também na sexta-feira devido à ameaça da passagem do poderoso furacão Matthew, de categoria 4 e com ventos de mais de 220 km/h.

A Disney informou que os parques temáticos da Walt Disney World, a área de restaurantes e lojas Disney Springs, o complexo esportivo ESPN Wide World of Sports, as instalações aquáticas e os campos de minigolfe em Orlando fechariam às 17h locais (18h em Brasília). Todos estes locais de lazer, que a cada dia recebem milhares de pessoas até a noite, permanecerão fechados na sexta-feira.

O mesmo ocorre com as atrações da Universal, que informou que só voltará a abrir, em seu horário habitual, no próximo sábado, quando Matthew já terá passado pela região central do estado.

O parque SeaWorld fechou às 14h locais (15h em Brasília) e não abrirá até sábado, embora possa haver mudanças na agenda em função dos boletins meteorológicos.

Outro dos parques mais populares da região central da Flórida, Legoland, já havia anunciado na quarta-feira que fecharia as portas antes do habitual nesta quinta-feira e não abriria até o sábado.

Orlando é considerada a capital mundial dos parques temáticos e em 2015 teve seu melhor ano, com 66,1 milhões de turistas, um aumento de 5,5% em relação ao ano anterior, o que a tornou o destino mais visitado do país, segundo o departamento de turismo local.

De acordo com o último boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA, Matthew está a 200 quilômetros leste-sudeste de West Palm Beach, no sudeste da Flórida, e deve seguir para o noroeste a 22 km/h, por isso chegaria nesta noite ao litoral da península.

Antes de chegar aos EUA, Matthew deixou pelo menos 108 mortos no Haiti, segundo números do governo local, que se somam aos quatro na República Dominicana e grandes danos materiais em Cuba.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos