Sobe para 25 o nº de mortos em fogo amigo da coalizão internacional no Iraque

Mossul (Iraque), 6 out (EFE).- O número de combatentes da milícia Multidão dos Clãs, aliada do governo do Iraque na campanha contra os jihadistas do Estado Islâmico (EI), que morreram em um bombardeio lançado "por erro" ontem por aviões da coalizão internacional subiu nesta quinta-feira para 25, depois que cinco deles não resistiram aos ferimentos graves que sofreram.

O integrante do conselho da província de Ninawa, Marawan al Zidan, disse à Agência Efe que as cinco pessoas morreram em um hospital de Erbil, enquanto outras seis que ficaram feridas na ofensiva contra a população de Jaraib Jaber, ao sul da cidade de Mossul, já deixaram os hospitais.

Zidan assegurou que esta não é a primeira vez que a coalizão realiza bombardeios contra alvos errados, já que há oito meses matou 22 civis, e em outra ocasião oito integrantes de uma mesma família na população de Al Hajj Ali.

"São atos desumanos e pedimos cautela à coalizão antes de realizar ofensivas, e que ofereça uma compensação aos familiares das vítimas", concluiu Zidan.

O porta-voz de operações conjuntas na província de Ninawa, Yehia Rasul, disse à Efe que a coalizão realizou essa ofensiva após receber informações da Multidão dos Clãs sobre a presença de inimigos em uma residência de Jaraib Jaber.

Segundo explicou ontem à Efe o xeque Nushan al Saher al Lahibi, o ataque foi lançado de forma equivocada, horas depois que uma ofensiva do EI contra as populações de Jaraib Jaber e Al Hajj Ali, ambas situadas cerca de 50 quilômetros ao sul de Mossul, foi repelida.

O EI tinha lançado anteriormente um ataque contra essas duas populações, no qual morreram pelo menos 16 combatentes do grupo radical.

Esse ataque foi repelido pelas forças de segurança após várias horas de enfrentamentos.

Jaraib Jaber e Al Hajj estão situadas na região de Al Qayara, 55 quilômetros ao sul de Mossul, a segunda maior cidade do Iraque e o principal bastião do EI no país.

O Iraque prepara em coordenação com a aliança internacional liderada pelos Estados Unidos uma ofensiva para recuperar o controle de Mossul, que está nas mãos do Estado Islâmico desde 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos