Número de mortos após delizamento de terra na China chega a 17

Pequim, 7 out (EFE).- O número de mortos após um deslizamento de terras ocorrido na semana passada no leste da China chegou nesta sexta-feira a 17, depois que as autoridades confirmaram o achado de outros 10 corpos, enquanto outras 10 pessoas permanecem desaparecidas, informou a agência oficial "Xinhua".

O deslizamento de terras aconteceu no dia 28 de setembro sobre 20 casas na cidade de Sucun, da província de Zhejiang, por causa das fortes chuvas causadas na região pelo tufão Megi, um dos mais potentes que este ano castigou o litoral chinês.

As equipes de resgate também trabalham para reduzir a água parada na área por causa da barreira de terra e lodo, e que fez temer cheias e inundações, embora o nível de águas tenha baixado 10 metros desde seu ponto máximo, afirmou a "Xinhua".

O tufão Megi, o 17º a chegar à China nesta temporada, obrigou o deslocamento de mais de 650 mil pessoas e provocou perdas econômicas avaliadas em cerca de US$ 830 milhões, especialmente nas províncias de Zhejiang, Fujian e Jiangxi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos