Obama declara emergência na Carolina do Norte por ameaça do furacão "Matthew"

Washington, 7 out (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou nesta sexta-feira uma declaração de "estado de emergência" para a Carolina do Norte, com o que já são quatro estados do litoral sudeste do país que estão recebendo ajuda federal para fazer frente ao ciclone.

A Casa Branca informou hoje em comunicado da declaração do presidente, que implica no envio de assistência federal para ajudar à Carolina do Norte e complementar o auxílio já prestado pelo estado, pelos municípios e algumas ONGs.

O presidente americano assinou ontem as declarações de emergência dos estados da Flórida, Geórgia e Carolina do Sul pelo impacto do furacão "Matthew", de categoria 3, que hoje continua impactando com força na costa nordeste da Flórida com ventos máximos constantes de 185 km/h.

Com suas declarações de emergência, Obama autorizou o Departamento de Segurança Nacional e a Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema, na sigla em inglês) a coordenar todos os esforços de ajuda para reparar o desastre e tomar medidas de emergência para auxiliar à população afetada pelo ciclone.

Por enquanto não há vítimas mortais diretas de "Matthew" nos EUA, mas uma mulher que sofreu um ataque cardíaco em Saint Lucie, 180 quilômetros ao norte de Miami, não pôde ser levada a um hospital nem atendida pelos serviços de emergência devido aos efeitos do ciclone e morreu, segundo as autoridades locais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos