Governo do Haiti declara 3 dias de luto pelas vítimas do furacão

Porto Príncipe, 8 out (EFE).- O presidente interino do Haiti, Jocelerme Privet declarou neste sábado três dias de luto nacional a partir de amanhã, domingo, pelas vítimas provocadas pela passagem do furacão Matthew.

Cinco dias depois que o olho do furacão tocou terra no oeste do Haiti, o número de vítimas segundo o governo haitiano e autoridades locais são díspares.

Segundo o último balanço provisório divulgado neste sábado pela Defesa Civil, o Matthew deixou em sua passagem pelo Haiti 336 mortos, quatro desaparecidos, 211 feridos e 61.537 pessoas em albergues.

No entanto, fontes de organismos de socorro e autoridades locais asseguravam ontem que o número de vítimas ultrapassava 800.

Mas Frednel Kedler, funcionário do governo em Grand Anse, disse à agência Efe que só na capital deste departamento, Jeremie, o ciclone causou 420 mortos e deixou 58 desaparecidos.

Jeremie está destruída e a maioria das pessoas está praticamente nas ruas depois que o Matthew afetou severamente suas casas na terça-feira passada, segundo Kedler.

O único hospital de Jeremie está destruído em sua maior parte e só funcionam as emergências, mas com poucos materiais e sem energia, afirmou Kedler.

O acesso ao departamento de Grand Anse, no sudoeste, severamente afetado, está limitado ao transporte aéreo.

O governo haitiano assegurou que a situação é catastrófica no sul do país e apelou para a comunidade internacional, que já prometeu o envio de ajuda à nação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos