Forças francesas matam 3 supostos jihadistas no norte do Mali

Bamaco, 10 out (EFE).- Soldados franceses da missão Barkhane, posicionada no norte do Mali e vários países do Sahel, mataram três tuaregues malineses considerados próximos aos grupos jihadistas, informaram à Agência Efe fontes da Polícia local.

As fontes, que qualificaram de "operação cirúrgica" a intervenção militar francesa realizada ontem, acrescentaram que os soldados franceses destruíram vários veículos dos supostos jihadistas e apreenderam as armas em seu poder.

A operação contra os independentistas tuaregues mais vinculados ao jihadismo, em particular a Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), não foi confirmada ainda por fontes oficiais francesas.

Há uma semana, o presidente francês, François Hollande, reafirmou a seu colega malinês, Ibrahim Boubacar Keita, seu compromisso com o Mali e prometeu mais apoio militar da França neste país do Sahel, como a realização de patrulhas mistas com o Exército malinês e outros movimentos comprometidos com o processo de paz.

A França tem 3.500 militares na região do Sahel (Burkina Fasso, Chade, Mali, Mauritânia e Níger) dentro da operação Barkhane contra os grupos jihadistas que lá operam.

A intervenção de ontem coincidiu com a chegada ao Mali da chanceler alemã, Angela Merkel, que visitou as forças alemãs (650 homens no total) enviadas na missão da ONU no norte do país (Minusma).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos