Atentado suicida do EI deixa pelo menos 10 mortos no norte de Aleppo

Beirute, 11 out (EFE).- Pelo menos dez pessoas morreram nesta terça-feira e um número indeterminado ficaram feridas após um atentado suicida do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em uma cidade perto de Manbij, no norte da província de Aleppo, na Síria, de acordo com informações de ativistas.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que os mortos e feridos somam um total de 30 pessoas, embora, por enquanto, só foram capazes de confirmar a morte de dez.

Estas mortes são na sua maioria membros da família do parlamentar sírio, Diab al Mashi, que estava visitando sua cidade natal, próxima a Manbij, quando um homem-bomba detonou um colete com explosivos durante a madrugada.

O deputado é um dos mais antigos do parlamento sírio onde ocupa uma cadeira há 55 anos.

A ONG não confirmou se Diab al Mashi está entre os mortos ou feridos no ataque.

A cidade de Mashi está sob o controle das Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo árabe, que no mês de agosto expulsou o EI de Manbij e sua periferia.

Nas últimas horas, o EI realizou um ataque nessa região, onde acontecem confrontos na região de Dandania, perto de Manbij, onde três carros-bomba dos extremistas explodiram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos