Parlamento turco aprova estender estado de exceção por três meses

Istambul, 11 out (EFE).- O parlamento turco votou nesta terça-feira a favor de prorrogar o estado de emergência, vigente desde julho, por causa do fracassado golpe de estado militar, como tinha pedido o governo, informa a agência semipública "Anadolu".

No dia 19 de outubro serão completos os primeiro 90 dias do estado de emergência, que deve continuar em vigor por outros três meses, decidiu o parlamento, seguindo assim as recentes recomendações do Conselho de Segurança turco, que reúne o governo e as Forças Armadas.

A votação é apenas um mero trâmite, dado que o partido governamental, o AKP, tem uma sólida maioria no plenário e além disso conta neste aspecto com o apoio do ultranacionalista partido MHP, o menor das quatro formações parlamentares.

O chefe do Estado e fundador do AKP, Recep Tayyip Erdogan, declarou que inclusive pode ser necessário prorrogar o estado de emergência durante um ano inteiro, para lutar melhor contra a confraria de Fethullah Gülen, o clérigo exilado que é considerado responsável pelo fracassado golpe.

O partido social-democrata CHP, o maior da oposição, e o pró-curdo e esquerdista HDP se opõem taxativamente ao estado de emergência, que consideram uma espécie de carta branca ao governo para "se vingar" de seus inimigos à margem da legalidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos