Viagem de Putin à França para conversar sobre Síria é adiada

Paris, 11 out (EFE).- O presidente russo, Vladimir Putin, decidiu "adiar" a visita que previa fazer à França no próximo dia 19 para tratar com o presidente francês, François Hollande, o conflito na Síria, anunciou o Palácio do Eliseu nesta terça-feira.

A viagem foi cancelada "sine die" (expressão em latim que significa "indeterminadamente") a pedido do Kremlin, segundo confirmaram fontes do gabinete de Hollande a jornais franceses. Apesar disso, o Eliseu lembrou que esta viagem, que incluía a "sessão de trabalho" com Hollande sobre a Síria, nunca chegou a ser anunciada oficialmente, embora na Rússia ela fosse aguardada.

O motivo inicial da viagem era a inauguração de um "centro espiritual e cultural ortodoxo russo", e o governo francês pretendia que a reunião entre os chefes de Estado se reduzisse unicamente a uma "visita de trabalho sobre a Síria". Segundo o jornal "Le Monde", o Kremlin considerou "humilhante" essa fórmula para a presença de Putin, por isso decidiu cancelar a viagem.

Após o veto da Rússia no fim de semana à última proposta da França no Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria - que incluía o fim dos bombardeios russos em Aleppo -, Hollande tinha manifestado publicamente estar reticente sobre receber Putin.

"É útil? É necessário? Pode ser uma pressão? Podemos conseguir que ponha fim ao que ele comete com o regime sírio, ou seja, o apoio às forças aéreas do regime (de Bashar al Assad) que lançam bombas contra à população de Aleppo?", questionou em entrevista exibida ontem pelo canal "TMC".

Hollande disse que se finalmente se encontrasse com Putin ira dizer "que é inaceitável, e que é grave também para a imagem da Rússia" o que está acontecendo na Síria.

Apesar disso, a França não quer romper os laços com a Rússia, especialmente para conseguir uma solução duradoura ao conflito ucraniano, com isso, a posição oficial continua sendo "nem ruptura nem complacência", como disse o ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Marc Ayrault.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos