Ataques no leste de Aleppo deixam pelo menos 7 civis mortos

Beirute, 12 out (EFE).- Pelo menos sete civis morreram nesta quarta-feira durante os bombardeios e disparos de artilharia do regime de Bashar al Assad no bairro de Al Firdus, situado na metade leste da cidade de Aleppo, no norte da Síria, que é controlada pelos rebeldes e está cercada pelo exército do regime, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Anteriormente, o OSDH tinha informado sobre bombardeios de aviões de guerra não identificados contra os distritos de Al Kalasa, Al Firdus e Al Maadi.

Por outro lado, um funcionário de uma escola morreu após a explosão de uma granada de mão lançada por combatentes no distrito de Al Ashrafieh, que é dominado pelas forças do regime.

Uma ponte também ficou danificada pelo impacto de foguetes na região de Maysalun, no centro da cidade.

O OSDH acrescentou que explodiram combates no norte de Aleppo, no distrito de Baidin, entre efetivos governamentais e facções rebeldes e islâmicas, entre as quais está a Frente da Conquista do Levante, o antigo braço sírio da Al Qaeda.

Ontem, pelo menos 27 pessoas - entre elas quatro menores e duas mulheres - morreram em bombardeios de aviões russos contra diversas partes do leste de Aleppo, segundo o último boletim divulgado pelo OSDH.

Por outro lado, a Defesa Civil Síria, um grupo de voluntários que realiza trabalhos de resgate nas áreas dominadas pelos rebeldes, elevou o número de mortos para 41.

Há uma semana, as forças armadas da Síria, que contam com apoio da aviação russa, anunciaram uma redução na intensidade de sua ofensiva em Aleppo, que foi iniciada em 22 de setembro, com a diminuição de bombardeios e disparos de artilharia.

Os ataques aéreos de ontem foram os mais intensos desde o anúncio do exército sírio, já que tinham diminuído nos últimos dias.

Pelo menos 564 civis morreram em Aleppo e seus arredores desde 19 de setembro, quando acabou a trégua de uma semana em toda a Síria, de acordo com os números do OSDH.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos