EI assume autoria de ataque contra xiitas que deixou 18 mortos no Afeganistão

Cabul, 12 out (EFE).- O Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta quarta-feira a autoria do ataque que deixou 18 mortos e mais de 50 feridos ontem à noite em um templo xiita em Cabul, a capital do Afeganistão, e também assumiu a responsabilidade por outro atentado realizado horas depois, no qual morreu somente o terrorista, informou a agência "Amaq", que é ligada à organização jihadista.

O EI divulgou uma fotografia do suposto autor da primeira ação, que foi identificado como Ali-Khan, armado com um fuzil e vestido com um colete carregado de explosivos, e situou o balanço do ataque em 14 mortos e 40 feridos, abaixo dos números oficiais.

Em outro comunicado, o grupo jihadista reivindicou também a autoria de um atentado suicida cometido de madrugada contra o mesmo templo, mas que não deixou vítimas além do próprio agressor.

Hoje, uma explosão contra uma procissão de xiitas na província de Balkh, no norte do país, deixou pelo menos 14 mortos e 28 feridos.

Nenhum grupo reivindicou ainda a autoria da ação em Balkh.

Os ataques à minoria xiita, uma das mais atingidas pelos atentados terroristas no país, acontecem em meio às celebrações de uma de suas principais festividades, a Ashura, com a qual lembram o martírio de Hussein, neto do profeta Maomé, no século VII.

Em julho, um ataque de integrantes do EI contra manifestantes da minoria xiita afegã hazara acabou com a vida de 80 pessoas e deixou mais de 200 feridos em Cabul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos