Estudo prevê que custo de Matthew nos EUA será de US$ 10 bilhões

Washington, 12 out (EFE).- As primeiras estimativas do custo econômico da passagem do furacão Matthew pela costa leste dos Estados Unidos se situam em US$ 10 bilhões, pelos estragos e o fechamento forçado de comércios da Flórida à Carolina do Norte, revelou um estudo da Goldman Sachs divulgado nesta quarta-feira.

Desse total, acredita-se que de US$ 4 mil a US$ 6 mil sejam compensados por seguradoras.

O estudo afirmou, no entanto, que não está previsto que tenham significativos efeitos sobre a atividade econômica geral no país, já que a maior parte é perda direta de cerca de 1 milhão de propriedades imobiliárias que foram destruídas ou danificadas pelo ciclone.

O número é, por isso, inferior à do furacão Sandy de 2012, que registrou um custo total de US$ 75 bilhões, também no litoral atlântico dos Estados Unidos, embora mais ao norte, em Nova Jersey e Nova York.

O furacão Matthew castigou especialmente os estados da Flórida, Geórgia, Carolina do Sul e Carolina do Norte. As mais informações recentes situam o número de mortes por acidentes relacionados à passagem do furacão Matthew pela costa leste americana em pelo menos 36.

A Carolina do Norte, o estado mais afetado por Matthew, continua sofrendo os efeitos do furacão, com graves inundações nas zonas leste e central, muitas estradas fechadas e 255 mil pessoas sem energia elétrica, conforme um comunicado divulgado ontem pelo governador, Pat McCrory.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos