Mulheres denunciam a jornal americano terem sido assediadas por Trump

Nova York, 12 out (EFE).- Duas mulheres denunciaram nesta quarta-feira ao "The New York Times" terem sido tocadas de forma inapropriada pelo candidato presidencial republicano dos Estados Unidos, Donald Trump, uma delas durante um voo há 30 anos e outra em 2005 dentro do elevador.

Jessica Leeds, atualmente com 74 anos, disse ao jornal nova-iorquino que em 1980 o empresário, sentado na primeira classe ao lado dela em um voo com destino a Nova York, tocou os seus seios e tentou colocar a mão por debaixo da sua saia alguns minutos após a decolagem.

"Era como um polvo", definiu Jessica, que saiu correndo e se mudou para uma das últimas fileiras do avião.

"Foi uma agressão", afirmou ela, que disse que não denunciou o caso aos comissários de bordo porque "naquela época as mulheres de negócio frequentemente tinham que suportar esses comportamentos de seus colegas homens".

O segundo depoimento é o da jovem Rachel Crooks. O assédio teria ocorrido no elevador da Trump Tower, em Manhattan, em 2005. Ela explicou ao diário que se apresentou ao magnata ao entrar com ele no elevador e dado que sua empresa fazia negócios com a dele. Segundo ela, a resposta de Trump foi um beijo na boca.

"Me beijou diretamente na boca. Foi muito inadequado", contou Rachel, que enfatizou que não foi um acidente, mas sim uma agressão.

Depois desse episódio, a jovem voltou a sua mesa e telefonou para a irmã, Brianne Webb, em Ohio, para contar o que tinha ocorrido. Este segundo caso teria acontecido em 2005, mesmo ano em que foi gravado o vídeo que causou um enorme rebuliço na campanha do candidato republicano à Casa Branca. Nele Trump faz comentários machistas, vulgares e ofensivos sobre as mulheres.

Segundo o "The New York Times", ontem o magnata foi comunicado sobre esta informação, mas negou sua veracidade.

Cerca de 50 vítimas de agressões sexuais se concentraram hoje na porta da Trump Tower para mostrar repulsa ao candidato republicano por suas atitudes e declarações com relação às mulheres. Trump não estava no prédio, já que se encontra em campanha na Flórida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos