Boko Haram liberta 21 meninas entre as 200 sequestradas em Chibok

Abuja, 13 out (EFE).- Vinte e uma meninas que faziam parte das mais de 200 estudantes sequestradas há dois anos e meio na cidade nigeriana de Chibok foram libertadas, informaram nesta quinta-feira à Agência Efe fontes governamentais.

As adolescentes, capturadas pelo grupo jihadista Boko Haram em abril de 2014, "foram postas em liberdade e estão sob custódia dos Serviços de Segurança do Estado", disse o porta-voz da presidência nigeriana, Mallam Garba Shehu.

A libertação é consequência das negociações entre o governo nigeriano e Boko Haram, e foi possível graças à colaboração da Cruz Vermelha e do governo da Suíça, escreveu Shehu em sua conta no Twitter.

O porta-voz acrescentou que as negociações continuam em andamento.

O presidente nigeriano, Mohammadu Buhari, que está a caminho da Alemanha, celebrou a notícia, segundo Shehu.

O diretor-geral dos Serviços de Segurança do Estado, Lawal Daura, expressou seu desejo de que as adolescentes descansem antes de se reunir com o vice-presidente nigeriano, Yemi Osinbajo, já que estavam "muito cansadas".

Os terroristas divulgaram em agosto um vídeo no qual apareciam menores supostamente pertencentes ao grupo de Chibok, para demonstrar que a maioria das 276 adolescentes raptadas seguem em cativeiro.

Dias depois, o presidente Buhari se mostrou disposto a negociar uma troca com prisioneiros do grupo terrorista para recuperar as sequestradas, como exigia o Boko Haram.

Até agora, 218 permaneciam em cativeiro, depois que algumas conseguiram escapar ou foram resgatadas por membros das forças de segurança nigerianas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos