Centenas de tailandeses rezam pela saúde do rei Bhumibol Adulyadej

Bangcoc, 13 out (EFE).- Centenas de tailandeses se reuniram nesta quinta-feira no Hospital Siriraj de Bangcoc para rezar pela recuperação do rei, Bhumibol Adulyadej, de 88 anos e cuja saúde está "instável" desde domingo passado após uma hemodiálise.

O primeiro-ministro tailandês, Prayut Chan-ocha, cancelou hoje uma viagem a Índia onde tinha previsto participar da reunião dos países Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), enquanto aumenta a preocupação com a saúde do rei.

Durante o dia todo, grupos de tailandeses vestidos com camisetas amarelas e rosas, cores relacionados ao rei, se aproximaram do hospital, onde rezaram e expressaram seus desejos pela recuperação de Bhumibol.

Ontem, a Casa Real da Tailândia suspendeu vários atos oficiais, horas antes que um comunicado médico confirmou que a saúde do monarca continua "instável" após uma hemodiálise que lhe causou uma redução da pressão sanguínea durante o fim de semana.

O príncipe herdeiro, Maha Vajiralonkorn, retornou ontem ao país da Alemanha e anulou um ato de graduação na Universidade de Chiang Mai previsto para o final deste mês, segundo informou esta instituição em comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos