Argentina exige que R.Unido se abstenha de exercício militar nas Malvinas

Buenos Aires, 14 out (EFE).- A Argentina exigiu nesta sexta-feira do Reino Unido "que se abstenha" de realizar os exercícios militares que esse país anunciou para entre os dias 19 a 28 de outubro nas ilhas Malvinas, pelos quais a nação sul-americana mostrou "formal e enérgico protesto", informaram fontes oficiais.

O Serviço de Hidrografia Naval (SHN) da Argentina afirmou nesta sexta-feira que as forças militares britânicas lhe notificaram que realizarão "um exercício de armas" que inclui lançamento de mísseis.

"A Argentina rejeita a realização destes exercícios em território argentino ilegitimamente ocupado pelo Reino Unido", destacou em texto divulgado pela Chancelaria da Argentina, país que historicamente reivindica a soberania do arquipélago das Malvinas, exercida pelos britânicos desde 1833.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos