Ataque no norte do Sinai mata 12 soldados egípcios

Cairo, 14 out (EFE).- Pelo menos 12 soldados egípcios morreram nesta sexta-feira e seis ficaram feridos em um ataque armado cometido no norte da Península do Sinai, um dos mais graves registrados nos últimos meses no país.

As forças armadas do Egito informaram em comunicado que um grupo de terroristas a bordo de veículos 4x4 atacou o posto de controle no qual estavam destacadas as vítimas.

Após o ataque, explodiram enfrentamentos entre ambas as partes que acabaram com a morte de 15 terroristas, acrescentou o exército na nota.

Uma fonte de segurança explicou à Agência Efe que os agressores abriram fogo contra os militares e que alguns puderam fugir.

O posto de controle atacado é conhecido como Zaqdan, e está situado na estrada de Al Magara, a 30 quilômetros da população de Bir al Abd.

Os ataques contra a polícia e o exército se intensificaram desde a destituição do islamita Mohammed Mursi, afastado do poder pelos militares em 3 de julho de 2013.

As forças de segurança realizam operações contínuas no norte do Sinai contra os grupos extremistas que instalaram ali suas bases, entre eles o braço egípcio do Estado Islâmico (EI).

No dia 2 de outubro, outros cinco efetivos das forças de segurança morreram em um ataque contra uma delegacia na cidade de Al Arish, no norte do Sinai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos