Forças de segurança do Líbano desarticulam suposta célula terrorista

Beirute, 14 out (EFE).- A Segurança Nacional do Líbano anunciou nesta sexta-feira que desarticulou uma célula terrorista, possivelmente de inspiração jihadista, com a detenção de seus sete integrantes e a apreensão de grande quantidade de armamento.

A rede estava integrada por seis cidadãos sírios e um libanês, que trabalhavam supostamente para organizações extremistas no Líbano, segundo um comunicado oficial.

As detenções foram realizadas durante uma batida em um estabelecimento comercial, onde as forças de segurança encontraram armas, granadas, detonadores, um avião não tripulado (drone) e um carro-bomba.

A Segurança Nacional não detalhou a data na qual a célula foi desmantelada, mas o jornal libanês "As Safir" indicou que as detenções aconteceram na quinta-feira na área de Bhamdun, no centro do país.

De acordo com a publicação, o dono do negócio - que também foi detido - confessou que tinha jurado lealdade à Frente da Conquista do Levante (antiga Frente al Nusra, ex-braço da Al Qaeda na Síria) e que tinha vendido armas para grupos extremistas.

O "As Safir" também informou que a Segurança Nacional e o exército libanês detiveram dois extremistas que se preparavam para realizar um atentado suicida em dois lugares de culto nos bairros do sul de Beirute, considerados como redutos do grupo xiita Hezbollah.

A situação de segurança se deteriorou no Líbano, especialmente no nordeste, leste e norte do país, após a explosão do conflito na vizinha Síria, em março de 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos