Grupo rebelde sírio assegura que matou 6 oficiais russos

Beirute, 14 out (EFE).- O grupo rebelde sírio Legião do Levante afirmou nesta sexta-feira que matou seis oficiais russos e vários iranianos e sírios em um ataque na cidade de Hama, no centro da Síria, segundo um comunicado, cuja autenticidade não pôde ser comprovada.

Nesse comunicado, divulgado em sua conta no Twitter, a organização insurgente, que luta junto com outras facções nas regiões de Hama, Idlib e Aleppo, afirmou que realizou hoje um ataque no qual morreram os seis oficiais russos, entre os quais figura um com categoria de tenente-general.

O texto acrescenta que o aparelho de segurança da Legião do Levante estava seguindo os movimentos das vítimas há três meses em Hama, sob o controle das autoridades sírias.

A organização rebelde acrescentou que seus seguidores conseguiram se infiltrar perto dos corpos de segurança dos soldados governamentais sírios e realizaram o ataque, embora não tenha dado detalhes sobre o mesmo.

Em declarações à Efe por telefone, o diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abdul Rahman, ressaltou que sua ONG não pôde comprovar a veracidade das afirmações da Legião do Levante.

A Rússia é um dos principais aliados do governo do presidente Bashar al Assad e colabora com o Exército sírio nos bombardeios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos