Velório de Dario Fo começa em Milão

Roma, 14 out (EFE).- O velório do dramaturgo italiano e prêmio Nobel de Literatura, Dario Fo, que morreu nesta quinta-feira aos 90 anos, começou hoje no palco do Piccolo Teatro Strehler em Milão, no norte da Itália.

O primeiro a chegar para saudar Jacopo Fo, único filho do dramaturgo e de França Rame, sua esposa e inseparável companheira profissional, foi o prefeito de Milão, Giuseppe Sala.

O caixão ficou junto a um cavalete com uma foto do escritor, ator e poliédrico artista e intelectual que sorri com um pincel na mão, já que a pintura era outra de suas paixões.

O velório continua aberto hoje e amanhã até o meio-dia quando o corpo do prêmio Nobel será levado para a praça da catedral de Milão onde se realizará uma cerimônia laica.

Fo será enterrado junto com sua mulher, que morreu em maio de 2013, no cemitério Famedio de Milão, onde as personalidades mais ilustres da cidade são sepultadas.

O dramaturgo e ator, que recebeu o Nobel em 1997, morreu ontem aos 90 anos em um hospital de Milão, onde estava internado há poucos dias por causa de problemas respiratórios.

Após as mensagens de pêsames e de elogios ao dramaturgo, Jacopo Fo criticou em sua página no Facebook que agora todos "parabenizavam" a arte de seu pai "depois de uma vida na qual fizeram de tudo para censurá-lo e atacá-lo de todas as maneiras".

Seus controvertidos espetáculos teatrais nos quais sobretudo atacava a política e a religião católica lhe valeram o veto na televisão pública "RAI" durante muitos anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos