Ministra argentina expressa mal-estar por manobras britânicas nas Malvinas

Roma, 15 out (EFE).- A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Susana Malcorra, manifestou neste sábado em Roma seu "pesar" e seu "desgosto" após o anúncio do Reino Unido de que realizará novos exercícios militares nas Ilhas Malvinas, cuja soberania é exercida pelos britânicos, mas que são reivindicadas historicamente pela Argentina.

Malcorra, que está em Roma para assistir à canonização do padre Brochero neste domingo no Vaticano, respondeu às perguntas dos jornalistas na embaixada da Argentina na Santa Sé depois que o presidente Mauricio Macri se reuniu com o papa Francisco.

Apesar de a chanceler ter explicado que as manobras militares nas Malvinas são "uma repetição" do que o Reino Unido sempre fez por estas datas, "isto não diminui sua seriedade e gravidade, porque a Argentina estabeleceu em sua Constituição que suas reivindicações devem ser feitas no âmbito do Direito Internacional".

Malcorra explicou que diante do anúncio que Londres fez através de seus canais frequentes, a Argentina convocou o embaixador do Reino Unido, Mark Kent, para lhe entregar uma nota de protesto e também enviou uma carta ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, na qual explicava "seu desgosto" pelas manobras britânicas.

A ministra argentina explicou que ainda não pôde falar com seu colega britânico, Boris Johnson, e que, por enquanto, o que fez até agora foi "firmar sua posição", conforme o expresso nas cartas, e que agora vai fazer "uma avaliação para ver quais serão os próximos passos".

Malcorra afirmou que trabalhará para ver se existe "a oportunidade de um diálogo que elimine as presunções de conflito (com o Reino Unido) e que estabeleça um mecanismo para que se desenvolva a confiança".

O Serviço de Hidrografia Naval (SHN), vinculado ao Ministério da Defesa da Argentina, informou ontem que o Reino Unido lançará mísseis das Ilhas Malvinas como parte dos exercícios militares que serão realizados entre os dias 19 e 28 de outubro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos