Vítimas da tragédia da Germanwings abrem novo processo contra empresa

Berlim, 15 out (EFE).- Familiares das vítimas do avião da Germanwings que chocou-se contra os Alpes franceses por conta do seu seu copiloto Andreas Lubitz, em março de 2015, exigem a abertura de um novo processo contra Lufthansa, matriz dessa companhia aérea alemã de baixo custo.

Segundo informações publicadas neste sábado pela revista "Der Spiegel", os advogados de um grupo de parentes das vítimas entraram com outra queixa na Promotoria de Dusseldorf, baseada em que os médicos que tratavam o piloto, como a companhia aérea, têm responsabilidade na tragédia.

Lubitz tinha um histórico de problemas psíquicos e tendências suicidas quando derrubou o avião que fazia a rota entre Barcelona (Espanha) e Dusseldorf (Alemanha) com 150 pessoas a bordo, no dia 24 de março do ano passado.

"É absolutamente inaceitável que uma companhia aérea internacional tenha como piloto alguém em uma situação psíquica tão desastrosa como Andreas Lubitz", afirmou o advogado Roland Krause.

Os médicos da Lufthansa consideraram o copiloto apto para voar, mas constava que sofria transtornos visuais, continua o texto.

De acordo com essa fonte, além disso, os advogados acusam de homicídio por negligência um psiquiatra, que receitou remédios contra a depressão para Lubitz, uma semana antes da catástrofe sem assegurar se a companhia estava ciente disso.

Andreas Lubitz derrubou o avião da Germanwings, aproveitando a ausência momentânea do piloto, trancando a porta de acesso à cabine após ficar sozinho em seu interior.

Após a tragédia, foi revelado que Lubitz tinha passado nos últimos anos por aproximadamente 40 consultas médicas por conta de diversos transtornos psíquicos e depressões, tinha tendências suicidas e estava no dia da catástrofe estava de licença médica, mas tinha escondido de seus superiores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos