Homem denota bomba e morre na porta da TV estatal da Abkházia

Moscou, 17 out (EFE).- Um homem morreu nesta segunda-feira ao detonar o explosivo que carregava na entrada do principal prédio da Televisão Pública da Abkházia (AST), região separatista georgiana reconhecida pela Rússia como Estado independente, informou a imprensa russa.

A explosão não abalou o prédio e não deixou feridos, de acordo com o Ministério de Emergência. Segundo o órgão, a ação foi um "ato terrorista" e os investigadores não descartam que o indivíduo que detonou a bomba tenha agido com outras pessoas.

O presidente da Abkházia, Raul Khajimba, por sua vez, pediu para que a população aguarde os resultados da investigação.

"Esperemos as conclusões da investigação. Por enquanto, nem sequer conhecemos a identidade do homem que morreu. Por isso, na minha opinião, é prematuro falar de uma tentativa de ato terrorista", disse Khadjimba à agência russa "Interfax".

No entanto, ele determinou o reforço da segurança no entorno da entidade e em lugares com grande circulação de pessoas.

A Abkházia e a Ossétia do Sul, outra região georgiana na fronteira com a Rússia, se separaram da Geórgia no início dos anos 90, depois de vários conflitos armados que deixaram milhares de mortos e provocaram o êxodo de milhares de cidadãos.

Depois da Guerra Russo-Georgiana em agosto de 2008 na Ossétia do Sul, conflito que terminou com a derrota das tropas da Geórgia, a Rússia reconheceu às duas regiões separatistas como estados independentes. Desde então, as independências da Ossétia do Sul e da Abkházia só foram reconhecidas, além da Rússia, por Venezuela e Nicarágua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos