Morrem 7 soldados curdos na ofensiva de Mossul

Mossul (Iraque), 17 out (EFE).- Pelo menos sete combatentes das forças curdas (peshmerga) morreram nesta segunda-feira e outros 11 ficaram feridos durante a ofensiva para recuperar o controle da cidade de Mossul, no norte do Iraque, que é dominada pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Um dirigente da União Patriótica do Curdistão (PUK, sigla em inglês) informou à Agência Efe que entre os feridos há um integrante do conselho executivo deste partido, que foi identificado como Shalao Kusat Rasul.

Rashad Qalali detalhou que os ferimentos de Shalao são leves e que ele foi levado para um hospital da capital da região autônoma do Curdistão iraquiano, Erbil, para receber tratamento.

Além disso, Qalali explicou que as baixas nas fileiras curdas foram registradas durante os combates na região de Al Jazer, a nordeste de Mossul, por onde as forças curdas e iraquianas estão avançando desde a madrugada.

As tropas conseguiram libertar do controle jihadista um total de nove populações desde o início da ofensiva para reconquistar Mossul.

Aproximadamente 4 mil soldados peshmerga estão participando da grande operação, na qual contam com apoio aéreo da coalizão militar liderada pelos Estados Unidos.

O início da campanha foi anunciado durante a madrugada pelo primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, que prometeu restabelecer a estabilidade na segunda cidade mais importante do Iraque, que está nas mãos dos jihadistas desde junho de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos