Várias escolas da Alemanha ficam em estado de alerta por horas após ameaças

Berlim, 17 out (EFE).- As autoridades da Alemanha ativaram o estado de alerta nesta segunda-feira durante algumas horas em várias escolas do país que receberam um e-mail com uma ameaça anônima, no qual o autor que afirmava que atuaria em reação ao suicídio em uma prisão de Leipzig do suposto jihadista sírio Jaber Albakr.

O alerta foi desativado horas depois da recepção do e-mail, no qual o comunicante ameaçava cometer "atos violentos" ao longo da manhã.

Fontes policiais de Leipzig (leste do país) indicaram que o comunicante relacionou sua ação com a morte de Albakr, o refugiado sírio detido na segunda-feira após as autoridades encontrarem em em seu domicílio um quilo e meio de explosivos.

O suposto jihadista, que segundo as investigações em curso preparava um atentado provavelmente contra um aeroporto de Berlim, foi achado dois dias depois enforcado com sua própria camiseta na cela da penitenciária de Leipzig onde tinha sido preso.

A fonte policial qualificou de "muito improvável" que houvesse uma relação real entre o comunicante anônimo e o caso desse refugiado sírio, cujo irmão tinha ameaçado "vingar sua morte" em declarações a uma rede de televisão alemã.

Os e-mails foram recebidos em 20 escolas de distintas partes do país e em sete delas, todas em Leipzig, ocorreu a evacuação completa do centro durante umas horas.

Além destes casos, uma escola de Reutlingen (sul da Alemanha) recebeu também hoje uma ameaça de bomba, pela qual foi detido pouco depois como suposto autor um homem de 32 anos, aparentemente com transtornos psíquicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos