Batalha de Mossul pode provocar maior crise humanitária de 2017, diz ONU

Genebra, 18 out (EFE).- A batalha para libertar Mossul (Iraque) do Estado Islâmico (EI) poderia provocar "uma catástrofe" e "a mais longa e complexa situação humanitária" durante 2017, segundo advertiram nesta terça-feira as agências humanitárias das Nações Unidas.

Em teleconferência no Iraque, Lothar Weis, chefe da missão da Organização Internacional das Migrações (OIM) no país, advertiu que "centenas de milhares de deslocados" deixarão a cidade durante as semanas e meses que dure a campanha militar, o que pode provocar uma "enorme crise humanitária".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos