MSF diz que são necessárias 72 horas para evacuar doentes de Aleppo

Beirute, 18 out (EFE).- A ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) afirmou nesta terça-feira que são necessárias 72 horas para evacuar "de forma segura" os feridos e doentes da cidade síria de Aleppo (norte) e introduzir ajuda humanitária.

Assim expressou a ONG na rede social Twitter, onde, no entanto, deu as boas-vindas ao "cessar-fogo no leste de Aleppo".

O ministro russo de Defesa, Sergei Shoigu, anunciou que sua força aérea e o Exército sírio cessaram hoje os bombardeios e operações em Aleppo para facilitar a aplicação de uma trégua humanitária de algumas horas na próxima quinta-feira.

"Hoje, às 10h (hora de Moscou, 5h, em Brasília) cessaram os bombardeios da aviação russa e síria na zona de Aleppo. A cessação do fogo antecipado é imprescindível para poder aplicar a pausa humanitária em 20 de outubro", disse o ministro.

O Estado-Maior do Exército russo informou na segunda-feira sobre uma pausa humanitária de oito horas na próxima quinta-feira em Aleppo, na qual tanto a aviação russa como as tropas sírias cessarão o fogo contra os rebeldes.

Apesar de considerá-la como um passo positivo, as Nações Unidas afirmaram ontem que o período de oito horas de "pausa humanitária" é insuficiente.

"Obviamente é necessária uma pausa mais longa para que os caminhões possam entrar", afirmou ontem o porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, em Nova York.

O organização internacional reivindica há meses tréguas semanais de 48 horas em Aleppo para facilitar a entrega da assistência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos