Obama acredita que EI será "derrotado" em Mossul

Washington, 18 out (EFE).- O presidente dos EUA, Barack Obama, disse nesta terça-feira que acredita que o Estado Islâmico (EI) será "derrotado" em Mossul, em suas primeiras declarações sobre a operação em andamento para expulsar o grupo jihadista dessa cidade, a segunda mais importante do Iraque.

Obama admitiu, no entanto, que a batalha em Mossul será "difícil", durante uma entrevista coletiva no Jardim da Casa Branca junto ao primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi.

A operação militar sobre Mossul começou na madrugada da segunda-feira e seu objetivo é recuperar o controle dessa cidade do norte do Iraque, em mãos dos jihadistas desde junho de 2014.

Renzi, por sua vez, comentou que as forças italianas também estão dando apoio à operação para libertar Mossul.

Como lembrou Obama, Itália é o segundo país, só atrás dos EUA, que mais tropas fornece à coalizão internacional criada para combater o EI e está liderando o treino das forças policiais no Iraque.

As tropas iraquianas começaram a avançar hoje rumo à comarca de Al Shura, um das fortificações do EI ao sul de Mossul, no segundo dia da operação militar contra os jihadistas.

O avanço rumo a Al Shura coincide com a continuação por parte da aviação iraquiana e a coalizão internacional dos bombardeios sobre posições do EI na frente de Jazer, cerca de 17 quilômetros ao nordeste de Mossul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos