Opositor venezuelano é liberado após 4 meses preso

Caracas, 18 out (EFE).- O opositor venezuelano e militante do partido Vontade Popular (VP) Francisco Márquez foi liberado nesta terça-feira após passar 121 dias preso e, segundo fontes parlamentares, saiu em liberdade sob a condição de sair do país imediatamente.

"Termina a agonia para a família Márquez Lara. Após 121 dias de uma detenção ilegal, 'Pancho' Márquez, sendo inocente, sai em exílio forçado", informou a deputada opositora Manuela Bolívar em sua conta no Twitter.

Em outra mensagem, a parlamentar disse que "a falta de acusação contra 'Pancho' Márquez e as gestões diplomáticas conseguiram sua saída do país".

Márquez foi detido junto ao também dirigente do VP Gabriel San Miguel quando se dirigiam por via terrestre ao estado de Portuguesa para ajudar com a logística na etapa de validação das assinaturas em apoio da realização de um referendo para revogar o presidente, Nicolás Maduro.

San Miguel foi liberado no dia 9 de setembro, após a Embaixada da Espanha na Venezuela e o ex-chefe do governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero trabalharem em seu caso, pois o dirigente tem duplo nacionalidade venezuelana e espanhola.

No mesmo dia da libertação, San Miguel partiu para a Espanha para "se recuperar", disse à época a mãe do ex-recluso, Maribel Rodríguez.

Márquez e San Miguel passaram por diferentes centros de detenção do país e nos últimos dias privados de liberdade estiveram em um porão do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin).

A Comissão de Política Externa da Assembleia Nacional (AN, parlamento) da Venezuela pediu nesta terça-feira para que a comunidade internacional fique atenta ao "aumento da repressão do governo" de Nicolás Maduro contra os dirigentes da plataforma opositora Mesa da Unidade Democrática.

"A repressão do governo venezuelano se deve à aproximação da coleta de 20%" das assinaturas para ativar o referendo revogatório do chefe de Estado, alegou a Comissão em comunicado de imprensa. Segundo a MUD e a ONG Fórum Penal Venezuelano na atualidade, existem mais de 100 políticos presos no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos