Uma pessoa continua desaparecida após explosão em fábrica na Alemanha

Berlim, 18 out (EFE).- Uma pessoa continua desaparecida depois da violenta explosão ocorrida na segunda-feira em uma das maiores fábricas químicas do mundo, a sede central da BASF em Ludwigshafen, no oeste da Alemanha, na qual morreram dois bombeiros.

"Partimos da base de que a pessoa desaparecida se encontra na doca", informou em entrevista coletiva o chefe dos bombeiros de Ludwigshafen, Peter Friedrich, que acrescentou que assim que a situação deixar de ser perigosa, os submarinistas iniciarão a busca.

No entanto, Margaret Suckale, membro do conselho diretor de BASF, afirmou que a " primeira prioridade" é encontrar pessoa desaparecida e prestar apoio aos 17 feridos, oito deles em estado grave, assim como aos parentes dos mortos.

Seis feridos estão internados na UTI e "as previsões não são muito boas", lamentou o responsável municipal dos bombeiros, Dieter Feid, que acrescentou que a chamada aos moradores de Ludwigshafen a manter fechadas portas e janelas continua vigente por razões de segurança.

Com relação à segunda pessoa que ontem ainda constava como desaparecida, o responsável da fábrica, Uwe Liebelt, afirmou que finalmente pôde ser identificada como um dos feridos levados ao hospital.

Liebelt também informou que neste momento ainda ocorre "uma leve saída de líquido" dos encanamentos do local, "provavelmente trata-se de etileno e/ou propileno".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos