Mulher de 66 anos é morta por policial em Nova York

Nova York, 18 out (EFE).- Uma mulher de 66 anos e aparentemente com transtornos mentais morreu nesta terça-feira, em Nova York, nos Estados Unidos, baleada por um policial, depois de ter o ameaçado com tesouras e um taco de beisebol, informaram fontes policiais.

O incidente ocorreu no bairro do Bronx, com forte presença de moradores da comunidade latino-americana. Embora as fontes policiais não deram detalhes sobre a identidade da mulher, veículos de imprensa locais disseram que era da raça negra.

Segundo declarações do comandante policial da região, Larry Nikunen, os agentes foram chamados para um prédio residencial, onde uma mulher estava apresentando um comportamento errático.

Um dos agentes se aproximou dela e conseguiu que deixasse as tesouras, mas em seguida, ela tomou um bastão e avançou contra o policial tentando golpeá-lo, informou Nikunen, durante entrevista coletiva.

O chefe da polícia afirmou que, embora o agente tinha uma pistola taser, não a utilizou, fato que está sendo investigando pelas autoridades.

A mulher foi atingida com dois tiros no peito e morreu quando recebia atendimento em um hospital.

Aparentemente, não era a primeira vez que os vizinhos se queixaram do comportamento irregular da mulher.

De acordo com a emissora "CBS", o policial autor dos disparos é branco e a mulher que acabou sendo morta é da raça negra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos