Obama oferece estreita colaboração dos EUA a Guterres para reformar ONU

Washington, 18 out (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ofereceu na terça-feira uma estreita colaboração de seu país ao próximo secretário-geral das Nações Unidas (ONU), o ex-primeiro-ministro de Portugal António Guterres, para reformar a instituição, informou a Casa Branca.

Obama e Guterres tiveram nesta terça uma conversa telefônica onde o presidente americano "insistiu na importância de fortalecer os esforços para reformar a ONU", especialmente quando se trata de "assegurar a manutenção de uma paz efetiva e responsável" se referiu.

"A comunidade internacional está pedindo para a ONU, mais do que nunca, negociar o fim dos conflitos para implantar as forças de paz", afirmou a Casa Branca em seu comunicado.

Obama também pediu a Guterres para ampliar o leque de "desafios globais" como a mudança climática, a migração forçada, o desenvolvimento sustentável, a não-proliferação nuclear, a assistência humanitária, a prevenção de conflitos ou o respeito pelos direitos humanos.

Para todos eles, Obama ofereceu ao próximo secretário-geral da ONU a "estreita colaboração" e "assistência" dos Estados Unidos.

"Como membro fundador e sede da ONU, e membro permanente do Conselho de Segurança, os Estados Unidos estão firmemente comprometido a manter seu apoio de longa data aos esforços da ONU para fazer um mundo mais pacífico, seguro e próspero", acrescentou o texto.

A ONU nomeou na última quinta-feira, por aclamação dos 193 Estados-membros, Guterres como seu próximo secretário-geral, um cargo que começará a exercer a partir do 1º de janeiro de 2017, por um período de cinco anos em substituição ao sul-coreano Ban Ki-moon. EFE

at/phg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos