Rússia faz nova oferta de trégua em bombardeios sobre Aleppo

Genebra, 20 out (EFE).- A Rússia ofereceu à ONU cessar quatro dias, durante 11 horas diárias, seus bombardeios sobre o leste de Aleppo, começando a partir de hoje, para evacuações médicas urgentes e a entrada da ajuda humanitária através de corredores controlados pelas forças russas.

"A Rússia nos confirmou que temos onze horas diárias, durante quatro dias. Primeiro disseram que seriam oito, mas nós explicamos que era muito curto e complicado, e eles aceitaram", anunciou o coordenador da ajuda humanitária para a Síria, Jan Egeland.

Porém, o enviado especial para a Síria, Staffan de Mistura, disse que "a trégua temporária foi uma decisão unilateral e não corresponde ao plano formulado pela ONU para aliviar a crise humanitária nessa parte da cidade".

"Definitivamente damos as boas-vindas a esta pausa humanitária unilateral, mas isto não é o início do plano delineado pela ONU para produzir uma cessação permanente das hostilidades em Aleppo", declarou De Mistura à imprensa.

O enviado especial também disse que a ONU não tem nada a ver com os chamados "corredores humanitários" estabelecidos pela Rússia, com o suposto fim de permitir a evacuação de civis, declarando que esta também foi uma iniciativa unilateral russa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos