Índia investiga suposto suborno em compra de aeronaves da Embraer

Nova Délhi, 21 out (EFE).- As autoridades da Índia abriram uma investigação formal para esclarecer se houve suborno na compra de três aviões da fabricante de aeronaves Embraer pelas Forças Armadas indianas, em 2008.

O Departamento Central de Investigação da Índia (CBI, na sigla em inglês), apresentou uma denúncia após achar indícios de supostos subornos no valor de aproximadamente US$ 5,7 milhões através de uma suposta subsidiária da empresa brasileira na compra das aeronaves, informou nesta sexta-feira a agência "PTI".

A acusação vai contra uma empresa NRI (não residente) no Reino Unido que supostamente teria pago através de outra companhia em Cingapura em 2009.

O negócio aconteceu em 2008, quando a Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa (DRDO) adquiriu três aviões ERJ-145, no valor de US$ 208 milhões, após um processo de seleção realizado por um comitê conjunto do próprio DRDO e Força Aérea.

O CBI não confirmou até o momento à Agência Efe a abertura da investigação.

A agência já tinha iniciado uma investigação preliminar no dia 16 do mês passado, onde, de acordo a "PTI", obteve "material suficiente" para prosseguir com o caso, detalhou.

O DRDO pediu uma explicação da Embraer sobre esta situação e o Ministério da Defesa também pediu ao Ministério das Relações Exteriores indiano para acompanharem o assunto através das missões diplomáticas indianas nos países afetados, segundo veículos de imprensa locais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos