Trump diz que gastará US$ 100 milhões do próprio bolso para vencer eleições

Washington, 21 out (EFE).- O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira em um comício em Fletcher, na Carolina do Norte, que vai gastar US$ 100 milhões de seu próprio bolso para vencer o pleito.

Trump pediu aos seus seguidores no estado-chave da Carolina do Norte que votem de forma antecipada e o escolham para ocupar a Casa Branca porque ele é o único que irá "regular as coisas".

O candidato republicano, que está atrás de sua rival, a democrata Hillary Clinton, nas pesquisas, disse que o país hoje é administrado por "bebês e perdedores" e voltou a lembrar sua experiência empresarial como um de seus ponto fortes.

Neste sentido, Trump revelou que irá investir US$ 100 milhões do próprio bolso na reta final da campanha, algo que, segundo o empresário, mostra que ele não é influenciado por grupos de interesse, como ocorre com os políticos tradicionais.

Trump prometeu "drenar o lodaçal" de Washington se for eleito e propor uma reforma que proibirá que funcionários públicos trabalhem em grupos lobistas durante cinco anos, além de uma emenda constitucional para limitar os mandatos no Congresso.

A campanha do empresário gastou em setembro US$ 70 milhões e arrecadou US$ 54,8 milhões - apenas US$ 2 milhões deles fornecido pelo próprio Trump. No fim deste mês, segundo dados da Comissão Eleitoral, a equipe republicana ainda tinha US$ 34,8 milhões para gastar em ações de promoção do candidato.

Já a campanha de Hillary tinha no fim do último mês cerca de US$ 60 milhões, tinha gasto mais de US$ 82 milhões e arrecadado por volta de US$ 74 milhões.

A reta final da campanha é a que mais concentra gastos para mobilizar os eleitores menos fiéis e mudar a opinião dos indecisos, especialmente nos estados-chave.

Trump está enfrentando uma queda de arrecadação porque o Partido Republicano decidiu se concentrar em salvar as vagas do Senado que estão em jogo nas eleições gerais e não dar prioridade à corrica pela Casa Branca, considerando os resultados das pesquisas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos