Cerca de 3 mil pessoas continuam evacuadas após terremoto do oeste do Japão

Tóquio, 22 out (EFE).- Cerca de 3 mil pessoas continuam neste sábado evacuadas no oeste do Japão após o terremoto de 6,6 graus na escala de Ritcher que sacudiu nesta sexta-feira a zona, onde foram registradas desde então centenas de réplicas.

As autoridades locais começaram hoje a enviar provisões de ajuda como comida e cobertores às pessoas afetadas, informou a agência "Kyodo".

Às 9h local (22h, em Brasília) cerca de 2,8 mil pessoas permaneciam em refúgios na Prefeitura de Tottori, a mais afetada, enquanto vários moradores tiveram que dormir em seus carros, revelaram as autoridades locais.

O terremoto, que aconteceu às 14h07 local (3h07, em Brasília) da sexta-feira, deixou cerca de 20 feridos e causou a queda parcial de mais de cerca de 160 edifícios.

A Agência Meteorológica japonesa revelou que seguiu registrando uma alta atividade sísmica na zona e advertiu que existe o risco de "novos terremotos de intensidade similar" durante a próxima semana.

Esta organização disse, além disso, que na sexta-feira foram registrados mais de 100 tremores de intensidade superior a 1 na escala japonesa após o forte terremoto enquanto ao meio dia de hoje o número de terremotos chegou aos 40.

O Japão está sobre o chamado anel de fogo, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência por isso que as infraestruturas estão especialmente desenhadas para agüentar estes movimentos telúricos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos