Colômbia pedirá explicações à Venezuela por incidente com avião comercial

Bogotá, 22 out (EFE).- O Ministério da Defesa da Colômbia afirmou neste sábado que pedirá explicações à Venezuela pelo incidente com um avião da companhia aérea Avianca, que supostamente foi abordado por uma aeronave militar do país vizinho quando sobrevoava seu espaço aéreo.

O ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, falou sobre o problema com seu colega venezuelano, Vladimir Padrinho, e depois solicitou que o Ministério das Relações Exteriores da Colômbia pedisse à Venezuela as "explicações correspondentes".

O incidente ocorreu ontem, quando um Boeing 787 da Avianca que fazia o trajeto entre Madri e Bogotá, com 248 passageiros a bordo, foi abordado por uma aeronave militar da Venezuela. Ambas estiveram tão próximas que quase houve colisão.

A tripulação do avião colombiano se comunicou com Bogotá para informar sobre a presença de outra aeronave a seguindo tão de perto que o piloto da Avianca ativou o sistema TCAS (sigla em inglês para sistema de alarme de tráfego e evasão de colisão).

Villegas disse que o incidente ocorreu às 19h10 locais de ontem, quando o Sistema de Vigilância e Alerta Antecipado da Força Aérea Colombiana detectou o avião da Avianca. "Da mesma forma, detectamos na mesma oposição outra aeronave com condições similares de voo a curta distância do avião comercial", explicou.

O Centro de Comando e Controle da Força Aérea Colombiana fez chamados contínuos ao Comando de Defesa Aeroespacial da Venezuela, mas só obteve resposta às 21h30. Os venezuelanos informaram que se tratava de uma aeronave militar que fazia missão de navegação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos